viajando na arte

Para você desfrutar ainda mais da arte em suas viagens

Archive for the ‘Artistas’ Category

Por que a obra de Rodin é tão importante?

leave a comment »

É considerado o primeiro escultor moderno. Ok, isto é um pouco rolo. Vamos aos fatos e fotos.

  • Era fascinado pelo movimento, inclusive pedia que seus modelos se movimentassem, e preferia dançarinas de cancan a modelos profissionais. Ele dizia que retratava as emoções através da mobilidade dos músculos.

  • Considerava terminada uma escultura quando já tinha alcançado seu objetivo artístico, e por isso as vezes parece que deixou algo inacabado. Este inacabado reforçava a carga expressiva das figuras.

  • Transportou o conceito de uma instantânea fotográfica ao 3D, isso mesmo. Captou instantes e plasmou isto na pedra, no cobre, no barrro, na cera. O poeta alemão, Rainer Maria Rilke que esteve vivendo na casa de Rodin por um ano, conta que ele era capaz de construir uma figura de barro em escassos 15 minutinhos.

  • Também realizou os típcos cortes fotográficos nas esculturas. Se para contar tal história, não eram necessários os braços da figura, ele simplesmente não os realizava. Ele simplificou as formas ao máximo.

  • E o mais extraordinário, conseguiu extrapolar o conceito do cubismo à escultura. Como? O cubismo é plasmar em um mesmo espaço pontos diferentes de vista de um objeto, pessoa ou paisagem. Ele pegou uma escultura e a reproduziu três vezes, mudando o tal do ponto de vista.

Dá uma olhada o que faziam os escultores do seu tempo …

E agora veja só um pouquinho da obra de Rodin …

Imagens:
Detalhe “Burgueses de Calais” – http://www.bc.edu/bc_org/avp/cas/fnart/rodin/burghers3.jpg
Foto pessoa na exposição: http://blogdofavre.ig.com.br/wp-content/uploads/2008/05/rodin_obeijo_exposicao.jpg
Foto com as “Portas do Inferno” atrás – http://www.canal-educatif.fr
Tags Technorati: , , ,

Anúncios

Written by turomaquia

novembro 12, 2009 at 12:05 pm

Rodin no MASP

leave a comment »

O Museu de Arte de São Paulo abriu no final do mês de outubro a exposição – Rodin: do ateliê ao museu. Uma mostra de quase 200 fotografias. Algumas mostram o processo de criação de suas obras. Outras são verdadeiras obras de arte que utilizam como tema, as esculturas de Rodin ou seu ateliê. Uma exposição inédita, importante para entender melhor o homem por trás do artista, o trabalho que existe na elaboração da obra. Quando retornem à Paris, estas fotografias passaram por um processo de conservação, que inclui estar vinte anos guardadas para evitar sua deterioração. São fotos fragéis, que mostram os começos da técnica, de final do século 19 e início do 20.

A obra “Balzac”

 

Estudos para a cabeça de Balzac

Se não fosse bastante, a mostra conta com 22 esculturas, entre elas: “As Sombras”. Este conjunto escultórico sai pela primeira vez dos jardins do Museu Rodin. Como se vê, uma exposição única, que estará aberta somente até 13 de dezembro. Uma pena que como sempre o museu continua desprezando os meios eletrônicos, porque não se menciona no site a esta importante exposição, alguém pode me dizer a razão?!

“As Sombras”


Informação prática:

Horários do museu
Terça-feira a domingo – das 11:00 às 18:00 horas; quinta-feiras das 11:00 às 20:00.
Endereço: Avenida Paulista, 1578 – Metrô: Trianon-MASP
Telefone: (11) 3251-5644
Tarifas: R$ 15,00
Estudantes pagam R$ 7,00. Menores de 10 anos e maiores de 60 – entrada gratuita.
Entrada gratuita para todo público às terças-feiras.

Destaque post:
Rodin no MASP

A seguir:
Por que a obra de Rodin é tão importante?
Rodin – Uma vida dedicada a romper as regras
Para desfrutar da obra de Rodin

Tags Technorati: , , , , , ,

Written by turomaquia

novembro 11, 2009 at 4:12 pm

Museu Frida Kahlo – Cidade do México

with 2 comments

Em 1904, Guillermo Kahlo construiu uma casa para sua família. Este senhor húngaro-alemão naquele momento nem imaginava que por esta casa passariam grandes intelectuais e artistas do século 20 e que se convertiria em um museu. Pois sim, em 1958 neste espaço se abriu a Casa Azul, ou Museu Frida Kahlo.

É super interessante visitar o lugar onde um artista fazia sua arte, imagine uma casa que vivenciou todos os acontecimentos da vida desta grande artista mexicana?! Ela nasceu e morreu nesta casa, e aqui também foi o lugar que viveu com seu grande amor – Diego Rivera.

Os dois tinham o desejo de que a casa se tornasse um museu após sua morte, mas Diego que morreu depois de sua amada, fez um pedido à sua amiga e mecenas, Dolores Olmedo, que viria a ser a diretora do museu. Que  esperasse 15 anos para abrir um dos banheiros da casa. Ela foi além do seu pedido, por quase cinquenta anos este e outros espaços da casa se mantiveram fechados. Após a morte de Dolores, o comitê técnico da casa se reuniu e resolveu desvelar os segredos que continham estes espaços.

Após 3 anos de inventário, catalogaram 22.105 documentos, 5.387 fotografias, 3.874 revistas e jornais, 2.170 livros, 1.124 cartazes e maps, mais de 300 roupas de Frida e 270 obras de arte. Ufa! Com todo em mãos, selcionaram e montaram a exposição: Os Tesouros da Casa Azul. Então se você for visitar o museu, vai poder adentrar neste espaço mágico dos segredos guardados por todos estes anos, que delícia!

 

Roupa de Frida

Boletim da Escola Nacional Preparatória - 1922

De qualquer maneira, Frida Kahlo é uma das artistas mais importantes do século XX. Uma mulher que despontou na arte, na vida e sofreu muito por amor, ou seja, super humana.

Vai passar pela capital mexicana, coloca este museu na tua agenda e te deixe emocionar pelo mundo colorido desta mulher.

Informações práticas:
Site: http://www.museofridakahlo.org/

Localização: Calle Londres, 247, Bairro Coyoacán, Cidade do México.

Tarifa:
$ 55,00 (pesos mexicanos) – geral (equivale mais ou menos a R$ 7,50) – super barato e leve em conta que o governo não mantém este museu, e sim as entradas e os donativos!
$ 20,00 – crianças e professores
$ 5,00 – menores de 6 anos
A entrada inclui a visita ao Museu Diego Rivera – Anahuacalli.

Horário:
De terça-feira a domingo, das 10:00 às 17:45 horas.

Serviços:
Cafeteria
Lojinha
Visita guiada
Projeção de documentários a cada hora

Destaque post:
Museu Frida Kahlo
Museu Cidade do México

Imagens: http://www.museofridakahlo.org/
Frente do museu: http://rutanomada.com/wp-content/uploads/2008/12/museofridakahlo.jpg
Tags Technorati: , , , , ,

Written by turomaquia

setembro 9, 2009 at 5:25 pm

Museu Magritte – Bruxelas

leave a comment »

É certo que Magritte nasceu em Lessines (1898), mas passou a maior parte de sua vida em Bruxelas. Residiu por diversos locais da cidade, em um deles esteve com sua mulher, Georgette, por 24 anos. Era 1930 quando alugaram um apartamento no antigo Hotel Altenloh, e só saíram de lá em 1954. Desde ontem neste edifício está aberto o Museu Magritte.

Além de ser uma oportunidade única de ver as diferentes fases do artista, o visitante poderá apreciar objetos pessoais, e uma reconstrução de como era sua casa naqueles anos em que alugava um apartamento no antiho hotel. O museu utiliza audiovisuais que buscam colocar o espectador dentro da obra de Magritte. Na época que estavam remodelando o edifício, utilizaram uma coberta que dava a impressão de uma cortina que se abria, e através da qual se podia ver uma de suas famosas obras: “O Império das Luzes”.

Durante a remodelação do edifício

Pode se apreciar todas as fases do artista pelos diferentes andares do edifício


Interior do museu

Interior do museu

Neste video do museu, através de maquetes 3D e algumas cenas interiores se pode ter uma idéia do que nos espera neste novo espaço dedicado à arte de um surrealista que influenciou muitas gerações. Acho uma excelente pedida para quem está na capital européia.

Informações práticas
Site museu: http://www.magrittemuseum.be

Localização: No centro de Bruxelas, fácil acesso como se pode apreciar no mapa.

Tarifa:
Adultos – 7€
Crianças e jovens menores de 23 anos – 5€
Crianças menores de 9 anos: grátis

Horários:
De quarta-feira a domingo das 10:00 às 18:00 horas

Cartões:
Com o Brussels Card não se paga para entrar no museu

Destaque post:
Museu Magritte
O que fazer em Bruxelas

Imagens:

Museu com coberta - www.guardian.co.uk
Demais imagens: http://www.magrittemuseum.be

Written by turomaquia

junho 3, 2009 at 8:41 am

A Casa de Oscar Niemeyer no Rio de Janeiro

with 6 comments

Em muitos lugares do Brasil e do mundo, você pode visitar as obras do nosso arquiteto
mais famoso – Oscar Niemeyer (1907). Mas somente no Rio de Janeiro você pode sentir sua arquitetura mais íntima, por quê? Porque em São Conrado está a casa que ele projetou, construiu e viveu por 10 anos.

A casa foi tombada em 2007, justo quando ele completava 100 anos de idade. É uma
casa dos anos 1950 que mostra a integração entre arquitetura, entorno e natureza.
Repare nesta rocha que forma parte da habitação. É considerada uma das obras de arte de Niemeyer. Para um programa diferente e ter a oportunidade de sentir este Niemeyer a pequena escala, e num projeto que não era uma encomenda, você pode se surpreender!

Para saber mais sobre ele e sua obra, leia também:
O grande arquiteto brasileiro – Oscar Niemeyer

Informações práticas
Site: http://www.niemeyer.org.br/canoas/canoas.htm

Localização:
Estrada das Canoas, 2.310- São Conrado
Rio de Janeiro, RJ – Brasil
CEP: 22610-210
Tel/Fax- 55 21 3322 3581

Para chegar de ônibus:
Até a pça. de São Conrado. linhas 179, 175, 177, 179, 546, 557, 750, 755, 2016
Da pça. de São Conrado até a Casa das Canoas, ônibus São Conrado – Maracaí,
linha 710.

Tarifa:
R$ 10,00 por pessoa
R$ 5,00 estudantes
Grátis: menores de 10 anos, idosos acima de 65 anos

Horário:
De terça a sexta-feira, das 13:00 às 17:00 horas

Destaque post:
Casa das Canoas
Oscar Niemeyer

Fotos: http://www.niemeyer.org.br/canoas/canoas.htm
Tags Technorati: , , ,

Written by turomaquia

maio 13, 2009 at 10:13 pm

Francis Bacon em Dublim

leave a comment »

Francis Bacon (1909 – 1982) nasceu em Dublin (Irlanda)  e morreu em Madrid (Espanha). Só que praticamente ele viveu quase toda sua vida em Londres onde estava seu estúdio. Em 1998, a Dublin City Gallery levou um equipe de arqueólogos no estúdio, mapeou todos os objetos, indicando a posição exata onde se encontravam e fez um inventário de tudo que estava naquele espaço. E sabe o que fizeram? Transportaram tudo para a galeria e remontaram o estúdio que pode ser visitado. O número de objetos que encontraram é impressionante:

  • 570 livros e catálogos
  • 1.500 fotografias
  • 100 telas rasgadas
  • 1.300 folhas tiradas de livros
  • 2.000 materiais do artista (como tubos de tinta, sprays, pincéis, etc.)
  • 70 desenhos
  • Sem contar: LP´s, correspondências, revistas e jornais, ufa!

Se você quiser saber mais sobre este artista e ver algumas obras, leia também:
Francis Bacon – paixão à segunda vista

Informações práticas
Site galeria: http://www.hughlane.ie

Localização:
Charlemont House, Dublin, Parnell Square North

Tarifa:
Grátis

Horários:
De terça à quinta-feira das 10:00 às 18:00
Sexta e sábado das 10:00 às 17:00
Domingo das 11:00 às 17:00
Segunda-feira: fechada

Destaque post:
O que fazer em Dublin
Francis Bacon

Tags Technorati: , , ,

Written by turomaquia

maio 1, 2009 at 9:17 pm

Publicado em Dublim, Francis Bacon, Irlanda

Tagged with , ,